SOCIEDADE SECRETA CABALA

SOCIEDADE SECRETA CABALA
Misticismo judaico. Origem de muitas heresias dos sistemas religiosos, principalmente no cristianismo.


FATO 45 – A SOCIEDADE SECRETA CABALA
Raphael Kellman, autor Cabalista, no seu livro O Poder de Cura da Cabala, mostra que cabala é um corpo de sabedoria mística que por muito tempo foi mantida como um SEGREDO para o mundo. Durante milênios foi proibida para as mulheres e considerada um conhecimento SECRETO do judaísmo. A alma é eterna e subdividida. A vida continua em outras realidades além da nossa (ilusória). Mas algumas almas retornam duas ou três vezes a esse mundo em outro corpo até acabar de cumprir a sua missão. A cabala é a única corrente dentro do judaísmo que defende o conceito de REENCARNAÇÃO.

Agora vamos a análise bíblica da CABALA. 
O sacerdócio judaico começou a formular UM PLANO para colocar todo o povo em SERVIDÃO ESPIRITUAL E FÍSICA criando esse sistema duplo do TALMUD (público) e da CABALA (secreta ). Ensinos do TALMUD (público) escravizavam o povo com quase 1000 regras p/ rotinas da vida e começou a afastá-los da verdade espiritual que Deus revelou a Moisés no Pentateuco (10 regras = mandamentos) Assim, o primeiro requisito da SOCIEDADE SECRETA foi cumprido, o de ESCONDER A VERDADE DO POVO , parcialmente por fabricação e parcialmente pelos acréscimos feitos à lei mosaica original. (exatamente o que fazem hoje) Lúcifer Destronado pág 55 Willian Schnoebelen (Ex maçom grau
33 e ex satanista autor do livro: Maçonaria do Outro lado da Luz)
No seminário do Cutting Edge, o Pr David Bay na série de 3 fitas, revela que FARISEUS e SADUCEUS odiaram Jesus com um ódio sobrenatural e provocaram no Senhor uma ira incomum contra eles, eram SECRETAMENTE SATANISTAS praticando o que mais tarde tornou-se conhecido como CABALA. Agora você saberá porque os fariseus mataram Jesus mesmo sabendo com 100% de certeza que Ele era o Messias Prometido.

JESUS DISSE QUE O PAI DOS FARISEUS ERA O DIABO.
Ele não disse isso a nenhuma outra classe de pessoas. Ele sempre teve compaixão dos pecadores; a razão pela qual Jesus foi tão severo com os FARISEUS é que ele sabia que ESTAVAM ADORANDO SATANÁS por meio da participação na SOCIEDADE SECRETA, a CABALA

Está escrito: João 8:44 “ Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio e não se firmou na VERDADE, PORQUE NÃO HÁ VERDADE NELE. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.”

O satanista Illuminati supermaçom Albert Pike, em seu livro disse: "A Maçonaria está em busca da Luz. Essa busca leva-nos direto, como você pode ver, à CABALA." (Morals and Dogma, p 741)

Kabbalah (CABALA) é uma prática religiosa-filosófica, ocultista difundida por judeus esotéricos, para os quais a Bíblia não se constituía no Verdadeiro Livro de DEUS, as Sagradas Escrituras. Sendo assim, traçaram seus próprios caminhos para longe de Deus e escureceram os próprios olhos dando início a mais esta aberração cometida pelos judeus rebeldes a Adonai Elohim, o Deus de Israel e dos Cristãos. (O deus da CABALA não é o Deus de Israel  http://drleadnet.com/textos3/Kabala.htm

Comentário: JESUS NÃO PARTICIPOU DESTE SISTEMA JUDAICO DE SOCIEDADE SECRETA E O COMBATEU VIGOROSAMENTE. OBSERVEM COMO OS FARISEUS, SADUCEUS E OUTROS PERSEGUIRAM JESUS ATÉ LEVÁ-LO À MORTE, PARA QUE SUAS OVELHAS NÃO FOSSEM LEVADAS A UM PLANO DE ESCRAVIDÃO FÍSICA E ESPIRITUAL.
SE A CABALA AJUDA AS PESSOAS SE ENCONTRAREM COM DEUS, POR QUE OS JUDEUS ATÉ HOJE NÃO ENCONTRARAM O DEUS VERDADEIRO, QUE É JESUS CRISTO, FILHO DE ADONAI. A cabala começou a ser praticada pelo povo judeu 500 anos antes do nascimento de Cristo. Aí eles se perderam de vez dos caminhos de Deus.

O Que Todo Cristão Deveria Saber Sobre a Kabbalah,
uma forma de MISTICISMO JUDEU MEDIEVAL, é a última moda. Entre os adeptos famosos se incluem Elizabeth Taylor, Barbra Streisand e Madonna. Para explicar a Kabbalah, a revista Biola Connections contactou Barney Kasdan, um judeu messiânico e rabino da Sinagoga Messiânica Kehilat Ariel, em San Diego, Califórina.

O que significa a palavra Kabbalah?
kabbalah vem da palavra em hebraico que significa "receber". Esse nome é dado a um enorme conjunto de literatura mística que foi recebido pelos nossos antepassados através dos séculos. Ainda que Deus certamente tenha dado a revelação escrita ao povo judeu no texto da Bíblia, alguns crêem que Deus deu revelações orais extras, que foram transmitidas de geração em geração. Ainda que essa literatura esotérica possa ser facilmente remontada às suas origens na idade média, alguns aderentes da Kabbalah insistem que suas origens se estendem através da era do Talmud, talvez até Moisés ou Adão.

O que ensina a Kabbalah?
A essência da Kabbalah é prover uma conexão espiritual com Deus que os aderentes crêem não pode ser mantida com uma abordagem puramente racional. Essa filosofia procura entender Deus usando ferramentas que supostamente transcendem o intelecto humano. Por exemplo, enquanto que a Bíblia fala claramente sobre Elohim (uma palavra hebraica significando "Deus") como sendo o Criador, a Kabbalah crê em 10 emanações – umas masculinas e outras femininas – que procedem do Criador. Essas são chamadas de as Dez Sefirot, e incluem a majestade, a sabedoria, o entendimento, o amor, o poder, a beleza, a vitória, a glória, o fundamento e o reino. O objetivo principal da Kabbalah é capacitar as pessoas a repararem suas almas danificadas pelo pecado, e, ao obedecer aos mandamentos, também reparar o mundo inteiro. Quando tudo isso for feito, o Messias poderá finalmente vir e completar a redenção de Israel.

Como se compara a Kabbalah com a Bíblia?
Ainda que alguns ensinamentos se pareçam paralelos à doutrina bíblica, o problema é que, de acordo com a Kabbalah, o conhecimento verdadeiro de Deus e dos Sefirot só pode ser alcançado através de meditação mística, oração profunda, numerologia, códigos bíblicos e signos astrológicos. Em outras palavras, o significado primário e histórico do texto das Escrituras não é tão importante quanto às chaves místicas que abrem revelações novas , e que se escondem além do texto. Nesse sentido, eruditos têm encontrado uma conexão histórica entre a Kabbalah e o Gnosticismo antigo.

Como devem os cristãos responder à Kabbalah?
Primeiramente, temos que entender alguns dos problemas espirituais encontrados na Kabbalah. Alguns são óbvios, como seu apelo às práticas místicas que são claramente proibidas pela Torah (Deut. 18:9-13). Nós temos tantas e belas verdades claras escritas na Palavra de Deus – as Escrituras hebraicas e o Novo Testamento – que devemos nos concentrar no que é certo, e não em especulações questionáveis. Como a Torah diz, "As coisas encobertas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos, para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei". Os que crêem no Messias têm de resistir à tentação de serem desviados por doutrinas e teorias que nos tiram a atenção Dele.

Obs: Os livros de Kasdan God's Appointed Times God's Appointed Customs explicam o contexto judaico do Novo Testamento. Kasdan graduou da Biola University com um bacharelado em 1978 e do Talbot Seminary com um mestrado em divindade em 1981. Ele também completou um ano de pós-graduação na Universidade de Judaísmo de Los Angeles


A CABALA MUSICAL



A criatividade do misticismo não tem limites, para criação de deuses e de como se chegar até eles. A cabala tradicional é composta de números, letras e alguns símbolos. No artigo CABALA MUSICAL, de Vitor Manuel Adrião que trás na sua introdução: “Com título igual ao deste estudo o Professor Henrique José de Souza escreveu um artigo magistral em 1936 que veio a ser publicado na revista “Dhâranâ”, órgão oficial da SOCIEDADE TEOSÓFICA BRASILEIRA. [Aquela da Helena Blavatsky que influenciou Adolf Hitler] Conseqüentemente, muito do que aqui irei expor deve-se exclusivamente aos ensinamentos teosóficos desse mesmo e insigne Mestre, que viriam a servir de inspiração para posteriores desenvolvimentos de preclaros membros, ligados à arte musical, da S.T.B. e da Comunidade Teúrgica Portuguesa.

Música possui a sua origem no 2.º Logos, o Cristo Universal espraiando-se como Harmonia das Esferas que é mantida e promanada por três excelsas Hierarquias Criadoras : Leões de Fogo(Tronos – Vontade), Olhos e Ouvidos Alerta (Querubins – Sabedoria) e Virgens da Vida(Serafins – Amor), as quais operam sobre a Tríade Superior do Homem através da nota SOL ao ESPÍRITO, da nota MI à ALMA e da nota ao CORPO, harmonizando-se perfeitamente com as exigências musicais de HARMONIA, MELODIA e RITMO, algo assim como se dissesse que, afinados por um só e mesmo Diapasão de VERDADE, BELEZA e BONDADE, faz vibrar as “3 Cordas da nossa Lira”, que tanto valem por SATVA (amarelo) para o Espírito,RAJAS (azul) para a Alma e TAMAS (vermelho) para o Corpo, ou, segundo o ocidentalismo, PAI, FILHO e ESPÍRITO SANTO, enquanto que segundo o orientalismo, BRAHMA (o Criador), VISHNU (o Conservador, ou Equilibrante) e SHIVA (o Destruidor , ou Transformador).” Exatamente como está na cerimônia de iniciação do grau 32 da maçonaria, no livro Engano Fatal de Jim Shaw na página 173.

fonte: www.simceros.com.br
Google Plus

Sobre Alienação Apocalíptica

COMPARTILHE: