"PEGUE NA SUA BÍBLIA E LEIA" - RESPOSTA DE MINISTRO ISRAELENSE AO PÉRFIDO DISCURSO DE JOHN KERRY


    Foto: Naftali Bennet ministro da Educação de Israel


Naftali Bennet, ministro da Educação em Israel, respondeu ao discurso de ontem do secretário de estado norte-americano John Kerry, ao serviço do anti-semita Hussein Obama, em que este insistiu constantemente na viabilidade de uma "solução 2 estados."

Foto:John Kerry Secretário de Estado EUA

 Na sua resposta, Bennet afirmou: "No seu discurso, Kerry mencionou-me de forma anônima por três vezes, querendo demonstrar que nos opomos a um estado palestino."

"Assim, vou ser claro" - prosseguiu Bennet. 

"Sim, se depender de mim, não iremos estabelecer nenhum estado terrorista no coração do nosso país. À custa da utópica ideia de um estado palestino, os cidadãos de Israel já pagaram com milhares de vítimas, dezenas de milhares de foguetes, e inúmeras condenações. Chegou a altura de uma nova política, e por aí que nós iremos avançar."

Antes desta resposta de Bennet ao demagógico discurso de Kerry, já Bennet lhe tinha enviado um forte recado: "Há poucos dias atrás, o Conselho de Segurança da ONU votou a favor de uma vergonhosa resolução que menciona que Jerusalém é território ocupado."

"Jerusalém é a capital judaica há 3.000 anos. Isso está na Bíblia. Abra-a, e leia. Nós, os judeus, temos andado a acender o menorá (candelabro) há 2.170 anos, em Jerusalém. Em cada Páscoa, nós dizemos: 'No próximo ano, em Jerusalém'. Há 1.000 anos que acendemos o menorá na Rússia e em Marrocos, e dissemos: 'No próximo ano, em Jerusalém'. Há 72 anos atrás, acendemos o menorá junto ao crematório de Auschwitz e dissemos: 'No próximo ano, em Jerusalém.'

"Sr. secretário: Nenhuma decisão da ONU nem nenhum discurso mudará o fato de que Jerusalém foi e sempre será a capital israelense."


Fonte: Shalom, Israel!
Google Plus

Sobre Alienação Apocalíptica

COMPARTILHE: