ISRAEL ENFRENTA SOLDADOS DO EI, QUE RESPONDE COM NOVO BOMBARDEIO

Cinco foram mortos em ataques com drones no domingo

Dois foguetes disparados da península do Sinai atingiram o sul de Israel, anunciou as Forças de Defesa de Israel (IDF) nesta segunda (20). Não houve feridos nem grandes danos causados ​​pelos projéteis, que caíram na região de Eshkol, perto da fronteira com Gaza. O sistema de alerta de mísseis sequer foi acionado pois não havia um perigo real.
Contudo, os disparos vindos do Sinai são uma prova de que grupos aliados ao Estado Islâmico continuam mantendo o domínio do local. Uma unidade israelense de descarte de bombas encontrou um dos mísseis perto da fronteira egípcia.
O ataque ocorreu nesta madrugada, horas depois que o Estado Islâmico no Sinai acusou Israel de matar cinco de seus soldados em um ataque aéreo feito com drone.
De acordo com a agência de notícias Amaq, mídia oficial do grupo terrorista, um carro com membros do EI trafegava em uma vila no norte do Sinai, perto da fronteira entre Egito e Israel no sábado. Ele foi interceptado perto da vila de Shabana, ao sul da cidade de Rafah.
A IDF disse que não comentaria o caso, mas não negou as mortes.
Desde o início do mês, as tensões entre Israel e o grupo extremista Ansar Bait al-Maqdis [Defensores da Santa Casa], espécie de filial do Estado Islâmico no Sinai estão aumentando. Em 8 de fevereiro, o grupo que usa a mesma bandeira que o EI lançou sete foguetes contra a cidade de Eilat, no sul do país.
A maioria foi interceptada pelo sistema de mísseis, a Cúpula de Ferro.
No dia 9 de fevereiro, dois palestinos foram mortos em uma misteriosa explosão em Rafah, que o grupo terrorista Hamas alegou ser o resultado de um ataque aéreo israelense.
Israel negou ter realizado ataques aéreos na região.
No mês passado, Israel ordenou que todos os seus cidadãos na Península do Sinai saíssem imediatamente devido a ameaças à segurança.
Via: noticias.gospelprime.com.br
Google Plus

Sobre Alienação Apocalíptica

COMPARTILHE: