BUNKER DOCE BUNKER: COMO A ELITE TEM PREPARADO SUA CASA PARA O APOCALIPSE…


Reprodução/CNN
Survival Condo, no Kansas, EUA: complexo de luxo que é uma espécie de “bunker comunitário” enfiado num antigo silo de míssilImagem: Reprodução/CNN
Do UOL, em São Paulo
 
Com armamentos avançados nas mãos das grandes potências mundiais, nada mais comum do que achar que o apocalipse está próximo –tal qual durante a Guerra Fria. Exagero ou não, o lance é que quem tem grana no bolso já anda se preparando para tempos sombrios morando em verdadeiros bunkers de luxo.
Por definição, os bunkers são fortes construídos com concreto armado e aço, cuja finalidade é abrigar pessoas em situação de guerra para protegê-las de mísseis e bombas. Eles podem ser total ou parcialmente subterrâneos.
Só que os abrigos montados há décadas são bem diferentes das opções sofisticadas que o mercado imobiliário oferece hoje em dia. Sim, é possível contar com piscina aquecida, sala de ginástica, sala de cinema e outros itens que colaboram para que o tédio passe longe da permanência nesses locais.
“Os bunkers do seu pai ou avô não eram confortáveis. Eram cinzas e com estrutura toda de metal, como se fossem um navio ou uma área militar. E a verdade é que o ser humano não consegue sobreviver a longo prazo em um ambiente tão sombrio”, argumenta à CNN Robert Vicino, empresário do ramo que é presidente da Vivos, companhia alemã responsável por vários desses projetos milionários.
De acordo com o veículo norte-americano, cada vez mais pessoas estão investindo suas posses nesse tipo de abrigo –em reportagem, o Hollywood Reporter apontou que atores de Hollywood e até o magnata Bill Gates estão também apostando na construção de bunkers em suas propriedades. Gary Lync, coordenador da empresa texana Rising S Company, revela que, em 2016, a procura cresceu 700% na empresa, em comparação a 2015 –sobretudo graças à eleição de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos.
A construção de um bunker em uma casa depende da estrutura e decoração. Ela pode começar custando US$ 38 mil (quase R$ 120 mil) e ultrapassar US$ 8 milhões (quase R$ 25 milhões).
Reprodução/Survival Condo
 
Estrutura do Survival Condo, no KansasImagem: Reprodução/Survival Condo
Comunidade subterrânea?
Tem quem prefira viver sozinho, construindo o abrigo em sua própria casa, e há aqueles que não dispensam a companhia dos vizinhos para que a experiência se aproxime mais da vida normal. Esses “bunkers comunitários” geralmente são montados em antigos bunkers militares e silos de míssil (famosas instalações subterrânea usadas para armazenar e lançar mísseis) construídos pelos governos norte-americano e soviético durante a Guerra Fria. 
Essas áreas possuem sistema de energia, de purificação de ar e água, e filtro com proteção NBQ (nuclear, biológica e química). A maior parte deles garante reserva de alimentos por mais de um ano por pessoa e muitos possuem jardim hidropônico para garantir outras opções de comida. As equipes que estão trabalhando na evolução desses tipos de projetos imobiliários também querem criar outras estruturas para a sobrevivência a longo prazo, como a disponibilidade de médicos e professores nesses locais.
O Survival Condo é um dos casos mais conhecidos, com várias opções de apartamentos e áreas de lazer em uma espécie de prédio subterrâneo. Os apartamentos luxuosos custam a partir de US$ 3 milhões (quase R$ 10 milhões).
Um dos abrigos, intitulado Vivos xPoint, é próximo ao Black Hills, na Dakota do Sul, nos EUA, e consiste em 575 bukers militares que serviram à Army Munitions Depot até 1967. As ofertas são mais acessíveis. Atualmente convertidos em espaços para acomodar cerca de 5 mil pessoas no total, cada bunker tem seu interior decorado pelos donos e seus valores vão de US$ 25 mil a US$ 200 mil (R$ 77 mil a R$ 217 mil). 
Reprodução/Survival Condo
Silo de míssil no Kansas que hoje abriga o Survival CondoImagem: Reprodução/Survival Condo
Fonte: UOL
Google Plus

Sobre Alienação Apocalíptica

COMPARTILHE: